h1

Mãos atadas…

abril 30, 2012

 

Hoje, mais uma vez, assisti a violência contra a mulher. Ao contrário dela que gritava na tentativa frustrada de cessar o agressor, sofri calada.
Ela, ali no chão não tinha muito que perder e o escândalo era sua última cartada. Outros no balcão de um fétido boteco se quer ouviram seus gritos. Dois homens na mesma calçada a poucos metros de distância pareciam se perguntar o que ela tinha aprontado. Na minha cabeça e corpo, pude sentir a revolta e escolhi deixar de olhar para o lado, por medo. Medo dos meus impulsos e suas prováveis conseqüências. Ela, aparente moradora de rua e ainda assim mulher. Ele, covarde.
A pergunta que me fazia era diferente das dos outros dois. Era algo como: O que ele acha que está fazendo? Ele acha que alguma coisa será consertada após este absurdo?
Quantas vezes ainda me calarei por medo? Qual o estrago que a minha omissão permitirá?
Quantos ainda acreditam que elas mereçam passar por isso? Quantos simplesmente não ouvem ou ignoram cenas como esta por se tratar de pura normalidade?
O que me coloca em posição de cúmplice da covardia é que embora meus pensamentos fossem distintos dos demais, eu me calei e ela continuou sendo agredida e humilhada. Eu não conseguiria definir o que pode doer mais.

Anúncios

2 comentários

  1. Eu tbm nao faria nada. Motivo? eu simplesmente nao sei o que houve, nao vou me meter. É o mesmo qdo vc um idoso que está sempre sozinho e ninguem quer saber dele e vc pensa “a tadinho dele, ficou velho e ninguem mais quer saber dele”. O fato é: ele ficou assim por algum motivo. Nao é possivel saber o passado dele sem conhece-lo.. vc nao sabe se é bom ou mal carater, se fez coisas boas ou coisas ruins. Nao to defendendo o fato da agressão, estou sendo genérico. Se fosse o contrario(ela batendo nele ou qualquer outro tipo de pessoa batendo em outra) eu tbm nao me meteria, E isso nao é ser cumplice de covardia, é cuidar da sua vida. Eu nao me arrisco por alguem que nao conheco, e creio que vc tbm nao. 😉


  2. É amiga infelizmente neste tipo de situação nos sentimos incapazes.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: